Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Alcova

As vozes doces faceiras
Sorrateiras roucas feiticeiras.
Largada debochada safadas.

As palavras ditas sem sentidos.
Dementes inclementes
Destilavam ardências desejos.

O ais ais e ais. Percorriam todas veias
troncos nervos e músculos.
Vertiam desejos insanos.

E, na euforia dos deleites
Quem sabia quem era um,
quem era o outro?

Corpos nus cálidos 
loucos seguindo o ritmo 
ardentes carnal.

Batidas entoadas
falas. 
Tesão!

Feche a porta amor!
Fechou?! ... ... ...
Geane Masago
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário