Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Sem diferença

A poesia é assexuda
inebriante contínua
furia calmaria
cálida ou fria.

A poesia é verbo
eu lírico doado,
cantiga ou prece
lágrima e acalento.

A poesia é devaneio
esperitualidade e realidade
agua vertendo ou concreto feito
morte e vida.

A poesia é palavra desconecta
linhas versos entre-linhas, 
folha papel sentimento,
sem sentidos. Linguagem secreta.

A poesia é dor-amor.
boca lábios ensejo
mistério d'alma
rio que corre para o mar.

É, feito a mulher.
Pronta pra ser desvendada
sentida e absorvida!
Geane Masago
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário