Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Exotic


Perdoe-me se te olho de soslaio
se te mato a cada instante
ou se vida te dou.

Desculpe-me se te furto ou se te roço,
neste meu olhar vagabundo
profundo tateando o seu tudo.

Esqueça esta triste-doce sina
minha de ser fêmea, fera,
fel intimo mel.

Perdoe-me se retrocedo-me 
inteira, nua ou meia
pro teu avesso in-verso!

Perdoa, se acaso puder!
Caso contrário,
mate-me de vez, se puder!
Geane Masago
(17-01-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário