Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Por favor


Não me olhas torto assim.
Não me ponhas sem jeito.
Não tateia minha carne.
Não desliza minhas matas.
Não toca meus raios.
Não me mostra o desejo.
Não me lembra o gosto d'um beijo.
Não me rouba de mim.
Não me deixa rouca.
Não me mostra o insano.
Não tonteia meu certo.
Não abala o mistério.
Não me ponhas louca,
Não me faças fêmea,
nem me lembra a flor-da-pele.
Nesta louca madrugada
tão eu, tão voce.
Neste sentir-roçar brisa de mar.
Não me faças pecar.
Posso, não aguentar!
Geane Masago
(17-02-2013)

2 comentários: