Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Pra se ler bem baixinho

Chama não, que eu vou
de trem ou, de a pé
de carro ou de boi,
a nado ou no voo.

Não assanha meu verso,
não me bota em lenha.
Não atiça minhas cores,
q'eu me desboto em in-verso.

Vou chorando ou sorrindo,
com jeito ou sem jeito.
Devagar no passo da valsa ou,
vou ligeiro, vou correndo.

Vou no fogo ou em gelo
vou cantate ou muda
inteira ou metade.
Mas, chama não...

Porque, eu vou.
Pra modo de morrer em voce.
Geane Masago
(09-02-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário