Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

domingo, 10 de março de 2013

Dueto O amor


Dueto - O amor poeta Katy de Souza e Geane Masago

Compreendo o amor como força inerente que nem sempre se define, mas se sente e assim eu o sinto: o amor educa e talha quem não sabe amar, o amor não é manso, é intenso e forte, e forja quem dele se aproxima sem se preparar!

(Kátia de Souza)

O amor suplanta a dor
a ausência até mesmo o medo.
É épico, moderno e pós-moderno.

Não é pedido nem mendigado
é conquistado e doado.

O amor não tem face,
não tem voz, portanto tem tino
que o próprio des(a)tino, não explica.

Não é corrupto nem abrupto
é sereno feito o toque da briza sobre a tez.

O amor em sua essência de tão cristalino,
jamais pode ser ferido.
E se assim o for,
jamais sera dado como amor!

(Geane Masago)
(11-03-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário