Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

domingo, 28 de abril de 2013

Eu em mim

Eu em mim

É pode ser estranho, mas não é!
As vezes quero ouvir o canto do mar
o silencio da noite
a quietude da lua
a melodia não dita
o som da aurora
o sussurro que nunca vem
o toque da solidão
o grito do mudo
o nada.

As vezes, não sempre
quero bailar só absolutamente só
no chão destra estrada vazia
sem sons, sem letras
nem frases ou paráfrases.
Quero divagar pelo infindo
de mim, sem saber onde
começo ou termino.
Quero apenas a doce ilusão
de que tudo é muito fácil.
Mesmo sabendo que não é!
Geane Masago
(28-04-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário