Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Segredos de alcova


Segredos de alcova

Homem de pouca fala, sei que estas ai.
De olhos bem abertos, torpes todo em mim.
Me despindo, me indo, me vindo,
me tomando no sereno da noite.

A porta delicada-deitada deseja seu toque.
A flor ansiosa ainda nem orvalhou.
Os pelos crespos pedem os seus.
A boca ardente, outra boca não beijou.

Enquanto voce pensa,
nua, rolo e deito-me em ti.
Te faço amor, sou sua flor
sua santidade e seu pecado.

Não mais pensa e venha
todo teso-membro em mim.
Assim te quero, assim te espero.
Geane Masago
(09-04-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário