Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Mãe


Mãe

Eu sei hoje sei,
doía mais em ti do que em mim.

Dizer-me não!
Por quantas, vezes de ti duvidei?

Mas sempre a acatei.
Porém, hoje tudo é muito tarde demais.

Nem sei por onde tu andas?
Mas sei reconhecer o quão errei.

Não foi por falta de tato,
é eu sei... A senhora tentou.

Eu devia ter lhe ouvido,
um pouco mais...

Aprendi ser filha,
mas queria ser (melhor) mãe.

Me ensina vos-lhe imploro
a mais complexa de todas as artes.

Esta eu sei, ser falha, bicho-errante.
por amor e por favor.

Ouça-me neste agora porque,
eu choro!
Ensina-me, ser mãe!
Geane Masago
(06-05-2013)
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário