Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

quarta-feira, 29 de maio de 2013

O roubo

O roubo

Furtaram-me o que de mais belo
eu tinha à oferecer (sorriso).

O perdi, não sei bem onde foi parar.
Porém não puderam levar meu olhar
que até hoje, plaina perdido em alto mar.

Quiça torpes, procurem aquilo q'ue-sei
nunca mais hei de encontrar.
Geane Masago
(30-05-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário