Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

quarta-feira, 12 de junho de 2013

O segredo (dueto)

{O segredo}

_________Dueto Sandro Pinto e Geane Masago
alem-se as ondas do mar
 E seus náufragos
 Com rostos de algas

Somam-se
 Nessas areias
 Mãos eretas
 Com cinco dedos a riste
 Tão distantes do céu

Calem-se as barcas que encalham
 E fazem cadência com as ondas
 Desse mar infinito
 Sem margens
 Dos olhos

Contam-se
 Nessa praia
 Estrelas do mar
 Amputadas
 Trevos de azar
 E ouriços que pensam
 Ser flor

Calem-se todas as conchas
 Que se revolvem com ondas
 E se fincam entre areia branca
 E mascava
 E pensam conter
 O segredo da vida
 Por contar o murmúrio
 Do mar

O segredo da vida
 É saber-se
 Onda.

-

Se o segredo é saber ser onda...
...até mesmo quando ela bate-rebate
incansavelmente sobre os rochedos
lapidando-os severamente e vil
transformando pedras brutas nas mais belas laminas
enigmáticas – pontiagudas,
todas ali expostas a céu-aberto.

Enfim... Que assim seja então.
Pois esse gigantesco mar com todo seu esplendor
o fazedor da mais pura e bela obra de arte
redesenhando cada detalhes da vida.
Onde só os sensíveis serão capazes de saber ouvir
seu canto melancólico,
amiúde dorido, por vezes até mudo.

Mas onde houver uma nesga de onda
batendo sobre um rochedo qualquer
haverá um visgo entre a morte e a vida
não necessariamente Severina.
E sim, mar-e-sia; genuína (poesia).
porque, somente ela saberá (ser onda).
Geane Masago
(07-06-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário