Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Sonho meu

Sonho meu

Nas minhas horas pardas,
fecho os olhos e me vou até voce.

Minh'alma te grita
meu silencio te profana
meu sonho de seduz
minha libido te busca!

Nas minhas horas tardias,
fechos os olhos e te amo!
GMasago
(01-08-2013

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Revoada

Revoada

A unica certeza que trago deste mundo
é saber que aprendi voar.

E quando voo, vou pra bem longe!

Só, nunca estou te levo comigo
envolto em minhas asas.

Em minha que é sua poesia!
GMasago
(30-07-2013

A fonte

A fonte
Sacio a fome e mato a sede.

Pois tenho a fonte de todo
este meu deleite.

Ardor rima com amor...

GMasago
(29-07-2013

domingo, 28 de julho de 2013

Ghost

Ghost (Poesia

Acordar e dormir
com as lembranças
silenciosas-gritantes
lhe falando aos ouvidos...

Tantos amor, tantos anos, tanta dor...
Coisa que o tempo,
não paga nem apaga!
GMasago
(28-07-2013

Pássaro ____ Gralha

Pássaro (Poesia
_____Gralha

Pelos fios dos meus cabelos (perdidos)
mil anos passaram e eu nunca que entenderei.
Quanto dor, quanta maldade.
Vindo do seu aturdido canto,
rasgando o lindo céu, azul-azulão!
GMasago
(26-07-2013

A esperança

A esperança

Quem pensou que poderia ser fácil errou.
Mas quem conseguir chegar até o final,
verá o mundo lindo que há ali,
por detrás daquele monte!
GMasgo
(28-07-2013

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Simples assim

Simples assim 

Sei que meu sorriso não é largo.

Mas minh'alma sorri,
mesmo quando muitos pensam
eu estar chorando.

Aprendi sorrir com a alma!
GMasago
(26-07-2013)

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Eterno

Eterno

Cai a madruga gélida
minhas noites pálidas
ainda me inflamo
bulo-mexo
minha carne vazia
tateando ilusões
me ardo em fantasias
nesse sede sem fim
meu eterno desejo
de voce em mim...
GMasago
(25-07-2013)

terça-feira, 23 de julho de 2013

Poxa

POXA

Até que voce tenta ser zen...
Mas, como ser zen,
no mundo de loucos?!
Geane Masago
(22-07-2013)

Verdadeiro eu

Verdadeiro eu 

É acordar e dormir sonhando em poesia,
fazendo versos, tentando rimas.

Um paragrafo mas nunca um ponto final,
existencialismo-senda do meu ser.

Colher sentimentos e transbordar-los
no branco do papel. Eis, que a minha sina.

Eu não escrevo-as,
elas quem me escreve.
Poesia's!
Geane Masago
(24-07-2013)

segunda-feira, 22 de julho de 2013

O homem e a lagrima

O homem que provoca a lagrima numa flor, não sabe o mal que plantando!
Geane masago
(22-07-2013)

sábado, 20 de julho de 2013

O mundo

Um mundo

Eu não sou daqui, sou de lá
d'um mundo todinho meu.
Levei anos pra construção
ergui pedra sobre pedra
e como cimento usei
todos e qualquer tipo de sentimento.

Uns chamam-me de sonhadora
outra feliz, outros artista
mas que nada. Sou apenas 
uma construtora-escrevente
de um mundo melhor
onde faço da dor o amor
pois aqui tudo é lindo.

Neste mundo, muitos entram
poucos permanecem.
Mesmo porque,
nem todos habituados
estão com um mundo
como o meu-seu...

A poesia é,
e será para sempre eterna!
Geane Masago
(21-07-2013)

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Serpente-ando





Serpente-ando

Abro, fecho
espiro, aspiro
torço, contorço.

Em cada veia corre
exala o gosto do veneno
que vem de voce.

Assim me ando
delirando em libido
assim me vou...

Em voce,
debaixo dos
meus lençóis!
Geane Masago
(18-07-2013)

O amor

Amor - Poesia

Por quantas vezes?
Em noites vazias
despia minh'carne
cobria meus versos
fazia rimas dessentidas,
no desespero de um quiçá.

Como se fosse
meu ultimo suspiro
o acalento de quem ama,
inventando rimas,
escrevendo versos,
desejando em prosas.

Desenhei sonhos desta sede fugaz
de apenas por uma unica só vez,
sentir do gosto de voce.

E dizer-te com os olhos
amor, meu!
Geane Masago
(18-07-2013)

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Tesão Card


A formula

A formula

Quando o silencio fala,
a alma se cala.

Seu som é tão-aturdido
que até o mais surdo dos mortais
consegue ouvi-lo.

Pois, seu som ecoa
corrompendo o mais abissal
dos des-afetos.
GMasago
(17-07-2013)

terça-feira, 16 de julho de 2013

Filha do gueto


Sou filha do gueto

(...)
tudo que sei,
com peso da cruz aprendi.
Com o tempo percebi,
que cada um carrega a sua.
Ninguém neste mundo 
é melhor do que alguém,
afinal carne todos somos.

Mas o que falo agora,
além dos que olhos, esta.
Trata-se do espirito,
o meu tão impuro quanto o teu.
Mas levo comigo a cada passo
por cada dia a vontade indelével
de fazer o meu melhor...

Sou, filha do gueto.
Mas o meu sentido é o amor,
e dele não irei, me perder perder!
Geane Masago
(16-07-2013)

Tiro ao alvo

 
Tiro ao alvo

Era madrugada de um frio cortante
mas não era o frio quem matava.
E sim as palavras-navalhas
d'uma pobre alma vazia!
GMasago
(16-07-2013)

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Então tá

Então tá

Não me provoque
que te ponho no avesso.
Não me seduza
que eu te embolo sobre meus lençóis.
Não me olha lascivo
que eu te seduzo apenas com um riso.
Não mexa nos meus dessentidos
que eu te enlouqueço num só gemido.
Não sussurra em meus ouvidos
por que...

... se, eu tiver de morrer te tesão, só,
não morrerei, te mato junto à mim.

Ah...
mas, volta outra vez!
Geane Masago
(12-07-2013)

Use e abuse

Use e abuse

Cai a noite pálida
em desejos e ardências.

Meu corpo grita impiedoso
do lirico ao profano.

Sou boca molhada à espera
da sua, à ser beijada.

Comece em use
e em abuse, termine.

(Toda)

Me faça, mulher...
E, sem moderação!
Geane Masago
(11-07-2013)

A chegada

A chegada

Não importa como venha
o que importa é que,
quando vier, seja...
...o amor!
Geane Masago
(12-07-2013)

A coversa

A conversa

De ti preciso todo dia
mas hoje, logo hoje.
De ti preciso em dobro...

Dai-me paciência pra tolerar
Esperança pra continuar
Unção de sabedoria
Ser, sem de mim me esquecer!
GMasago
(15-07-2013)

Analogia - Card


sexta-feira, 12 de julho de 2013

PIR(*) ado gato e XI (Duo)

PIR(*) ado gato

de inicio rimava com au-au...
depois esganado da coleira, trela, e tal
baixa o ladrar; se ouve sussuro
grrr... miau; arf-fffssshhhh
e da' uma reboleira fatal
se expreme tudo... o corpo treme
ate' sair da coleira;  e afinal
do telhado, sob o luar
se ri em silencio... ou a miar
gato PIR ado, transa total
Paulo Serodio


Xi,
aqui é coisa
de grude de cola.
Pegou, grudou.
Não mais, largou.
E, ja era!
Geane Masago
(12-07-2013)

(*) PIR = ponto de Impossivel Retorno

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Prosa do esquisito

Prosa do esquisito

Feliz aquele que 
mesmo sem ter pra donde ir,
vai, sem sequer, olhar pra traz.
Levando consigo, 
em sua bolsa tira-colo 
todo peso e toda leveza,
seu mundo - seu profundo.
sua ideologia - sua vida.
E dela nunca, abrir-mão!
Mesmo sem chegar
em lugar algum...
...vai!
Geane Masago
(11-07-2013)

segunda-feira, 8 de julho de 2013

O aluno

O aluno

Ele teve boas instruções
aprendeu que foi uma maravilha,
mas do que adiantou?

Se nada, absorveu?
Geane Masago
(08-07-2013)

domingo, 7 de julho de 2013

S.O.S

S.O.S

Minha cruz
minhas horas tardias.

Minhas equações
que só resultam-se
em substrações.

Minha dor
minhas horas vadias.

Até quando Deus-pai?
Misericórdia...
Geane Masago
(07-07-2013)

quinta-feira, 4 de julho de 2013

A vela

A vela

Sobre sua haste
escorrem gotas de cera.

Seriam mesmo gotas,
ou lagrimas d'um anjo?
Geane Masago
(05-07-20130

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Canto ao amor

Canto ao amor

Deixa-me
esparrar meus delírios carnais
sobre seu corpo.

E sobre ele morrer,
pra que depois,
voce me faça renascer, em amor!
Geane Masago
(03-07-2013)

terça-feira, 2 de julho de 2013

A escrita

Eu quando escrevo não digo, rimo.
Eu quando escrevo não canto, encanto.
Eu quando escrevo, amo!
Geane Masago
(03-07-2013)

A flor da pele

 A flor da pele

Não sei se é por causa do inverno.
Mas, estou com saudades
daquelas nossas-noites
quentes de verão! 
Geane Masago
-02.07.2013

Poesia

Poesia

O caminho = poesia
A paz d'alma = poesia
O sustento da vida = poesia
A semeadura da esperança = poesia
O hoje = poesia
A vida = poesia
O amanhã = poesia
A morte = poesia
Porque, tudo é poesia...
...tudo!
Princípio - meio e fim!
Geane Masago
(02-07-2013

Céu azul


O feitiço

O feitiço 
___________A' gatha

É mais forte do que eu
incontrolável.

Ser mulher / saber ser fêmea
inefável.
Geane Masago
(02-07-2013

Nota - Poemeto para todas as gatas do mundo.