Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

quinta-feira, 18 de julho de 2013

O amor

Amor - Poesia

Por quantas vezes?
Em noites vazias
despia minh'carne
cobria meus versos
fazia rimas dessentidas,
no desespero de um quiçá.

Como se fosse
meu ultimo suspiro
o acalento de quem ama,
inventando rimas,
escrevendo versos,
desejando em prosas.

Desenhei sonhos desta sede fugaz
de apenas por uma unica só vez,
sentir do gosto de voce.

E dizer-te com os olhos
amor, meu!
Geane Masago
(18-07-2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário