Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Avassalado

Avassalado (Poesia

Levante meus cachos
descubra minha nuca
deite por ela sua boca molhada
sussurra-me palavras proibidas.

Me encosta contra a parede
rasga minha roupa, siga este mapa
deste corpo todo seu,
roça cada por menor, sem trégua.

Siga meus caminhos curva-linhas.
Suspenda, minha anca
joga sua língua nesta teia.

Adentre vivo e só saia depois de morto.
Me faças ir - vir em ti
por mim e pra ti e por ti!
GMasago
(17-09-2013

2 comentários:

  1. Bom dia!!!
    Delinear desejos é tudo de bom... é que sempre tem aqui...
    bjs
    Ritinha

    ResponderExcluir
  2. Adentre vivo e só saia depois de morto.
    Me faças ir - vir em ti
    por mim e pra ti e por ti!
    ....

    O meu cérebro maldoso baralhou-se

    Gostei do poema

    Fique feliz
    ****************************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir