Geane Masago

Um espaço todo seu para puro deleite do leitor, aqui voce encontrará a poesia intimista. Seja bem vindo.

Wind love

domingo, 8 de setembro de 2013

O voo do poeta ______Dueto

O voo do poeta

E não haverá voo algum,
se não houver a ousadia de voar.

E não haverá poesia,
se não houver a entrega à um sonho!
GMasago
(30-08-2013

*
A Verdade, Sobre Os Sonhos Caidos
(rebate ‘a Geane e Florbela E.)

e não haveria voo algum,
e não haveria poesia,
a entrega a um sonho!
Ou a ousadia de voar:

se não houvesse um certo lugar
onde o “não” a nada obriga 
o “sim” nos eleva e abriga
de esperancas, sonhos e luar

quando o “sim” e “nao” caiem por terra
o “talvez”, nos ilumina…; E impera
um sonho, escravizante em proveito
de terrores e deleites - medonho

mas so’ quando cai a vontade
e cansados passamos alem da dor
se o alem que la’ encontramos
for p'la vontade que dedicamos
ao saber de verdade e amor

e se a morte e’ a esperanca partida
e’ na morte dum sonho que renasce o ardor
de outro - e nao antes;  e isso, e’ coisa vida

***
Paulo Serodio

Nenhum comentário:

Postar um comentário